Vamos Ler - Leitura e publicação gratuita de poesias
Veja também: Explorando e Aprendendo | RapiDicas | Sou Balada

2007-05-08

Paraíso Perdido (Davi Tavares)

Paraiso Perdido

Com angústia tenho esperanças de ver-te novamente.
Saudades sinto de um tempo em que as sombras dançavam.
E eu, só assistia ao espetáculo em que o magnífico céu se abria.
Nuvens caiam sobre a terra e rodeavam-te.
No começo não entendia o porquê.
As pessoas a ti ajoelhavam-se, os animais adoravam-te e a natureza ti
seguia.
Mas sabia que em ti, havia uma grande tristeza, que te destruía por
dentro e logo o brilho das estrelas, que eram teus olhos reluzentes como
um fogo de uma vela, iam apagar-se.
Depois de saber o bem que em tuas veias corria, soube que aqui tu
tinhas uma missão.
Logo depois iria embora de forma a deixar o mundo em profunda tristeza
e sem rumo.
Foi pessoa, foi especial, foi deusa.
Amaria como tanto te amei. Meu sofrimento seria menor do que é agora,
se a maldição que acontece, fosse apenas um sofrimento em uma carta
escrita.
O mal só cresse. A esperança se alastra. O bem está preso em correntes.
Agora estou caído no chão em profunda depressão.
Estou sem a luz que o mundo precisa para ser salvo das mãos de ladrões
de sonhos.
Terra com muita água e ao mesmo tempo sem.
Muitos se afogam em riqueza onde existe muita pobreza.
Vidas foram sepultadas. Espíritos vão ser libertados.
Pois ainda tenho esperanças de tua ressurreição.
Quando tudo está perdido. Um mundo em que péssimas e horríveis sombras
não dançam e se apossam de rotinas que não se preocupam com o destino
da podre terra em que vivem.
Estão mortas as esperanças. Agora estão vivas as tempestades malévolas.
Quando o mundo se destrói em milhões de pedaços e crianças flutuam no
meio do espaço devorador, tu vens me aparecer com rosas.
Não só reviveu as vidas atormentadas, as almas torturadas, mas também a
minha boca.
Que por desgosto de não te ter, há muito tempo não sorria.
Chama-me para perto de ti. Vamos unir nossas forças.
Nossos desejos são a natureza e a alegria cultivar.
O teu sangue me reanima como se me tornasse vampiro.
Cai da minha boca uma gota de sangue que cria nuvens.
Mas dessa vez, nuvens que recriam um lugar.
Um lugar para ficar, morar, viver, amar.
Salvaste o mundo do mau.
As correntes que prendiam o bem se quebraram.
Agora no lugar onde o bem reinava e o mal se apossou, novamente é um
lugar onde não há pensamentos destruidores.
Abra a mão e com o vento sugue a angústia, o sofrimento, a maldição.
Agora não és apenas deusa. És diva, és salvadora, és criadora do mundo
perfeito.
Mundo que vai e vem e muitas vezes foi ruim. Prenda-se em correntes
benévolas e em jaula suprema para que o mal nunca mais entre. Agora o bem
prevalece em um mundo gigante controlado apenas por uma mão.
Por tua causa, por teu querer, pela reza de pessoas e pelo meu
sofrimento.
Tu fizeste o que há muito tempo estava perdido.
Tu fizeste o que chamo de paraíso.


Davi Tavares
Orkut: www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10440269344376569433

2 comentários:

  1. Anônimo11:42 PM

    Muito bom
    muito bem elaborado e com poucas expressoes clixes ! amei

    ResponderExcluir
  2. Camilla11:43 PM

    Pra falar a verdade, eu amo textos goticos e bem romanticos, nesse estilo . Parabens Davi Tavares
    vc tem outros textos ?

    ResponderExcluir

Publique gratuitamente seus textos nesse site! Saiba mais.

Últimas Dicas do Explorando e Aprendendo

Música eletrônica de graça no www.soubalada.com