Vamos Ler - Leitura e publicação gratuita de poesias
Veja também: Explorando e Aprendendo | RapiDicas | Sou Balada

2006-07-17

Treze de dezembro (Cordeiro)

TREZE DE DEZEMBRO

Quem me deu à luz
(Que Deus a tenha)
Tinha o nome de Luzia
Dizia a quem fizesse
Perguntador
"Meu fio vai sê dôtô"

ele, meu pai
Me queria era na fazenda
Fazedor de queijo
Queixando da estiagem
Elogiando o verde
Quando chovia...

Eu ouvia sem concordar

Pobre mãe
Se soubesse
Que eu não sei
Aplicar um band-aid
Pai, gracas a Deus
Você não lê poesia

Pai, isto não é poesia


S. Paulo, 06/05/2004 08h.25
CORDEIRO
cordeiro.net@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publique gratuitamente seus textos nesse site! Saiba mais.

Últimas Dicas do Explorando e Aprendendo

Música eletrônica de graça no www.soubalada.com